Horário: Das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00

Museu de Lamego

Largo de Camões 5100-147 Lamego

Eventos

Jantar Monástico

Monumentos Vale do Varosa

Um dia por ano,  o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas abre as portas para acolher os “monges”, num evento que é já uma referência na região. O Jantar Monástico arrancou tímido, mas já senta à mesa cerca de 200 participantes, elegendo anualmente um tema de referência, em torno do qual se desenvolve o menu, sempre inspirado na documentação histórica, mas numa reinterpretação assumidamente contemporânea.

O palco, esse repete-se por ser um dos espaços de maior relevo dentro do complexo monástico, o monumental Claustro do Capítulo, com traço do arquiteto maltês Carlos Gimach.

O programa do Jantar Monástico, que integra ainda um conjunto de visitas aos monumentos da região, tem vindo ao longo dos anos a contar com o apoio de diversas entidades, numa organização do Museu de Lamego e projeto Vale do Varosa.

Canto Cisterciense

Monumentos Vale do Varosa

Desde 2016, o projeto Vale do Varosa organiza o evento Canto Cisterciense, no Mosteiro de São João de Tarouca, o qual consiste numa recriação histórica cheia de emoção e significado.

Os participantes têm a oportunidade de partilhar uma experiência de “regresso” a tempos longínquos, quando a oração ainda ditava a organização do tempo no seio das comunidades monásticas.

Um evento inovador que, com base em investigação científica, recria o ambiente sonoro e visual da oração cisterciense nesse espaço de excelência que é a Igreja do Mosteiro de São João de Tarouca.

Cister no Douro

Monumentos Vale do Varosa

Totalmente sustentada por imagem e por uma sonoplastia capaz de envolver o visitante, a Exposição Itinerante “Cister no Douro” foi reconhecida no final de 2015 com o Prémio Reynaldo dos Santos, atribuído pela Federação dos Amigos dos Museus de Portugal à melhor exposição realizada em museus portugueses com o apoio de um grupo de amigos.

“Cister no Douro” cruza saberes sobre um conjunto notável de edifícios cistercienses instalados durante a Idade Média e o período moderno a sul do Douro: Tabosa, Arouca, São João de Tarouca, Santa Maria de Salzedas, São Pedro das Águias e Santa Maria de Aguiar.

Organizada pela Direção Regional de Cultura do Norte, Museu de Lamego e projeto Vale do Varosa, “Cister no Douro” assume-se como uma instalação multimédia itinerante, totalmente sustentada em imagem impressa e projetada, destinada a ser instalada em espaços públicos de grande afluência, divulgando a herança histórica, cultural, arquitetónica e artística legada pela presença da Ordem de Cister no Douro.