Performance “Homens que falam como as mulheres” em Salzedas e Lamego

O Mosteiro de Santa Maria de Salzedas e o Museu de Lamego recebem nos próximos dias 16 e 15 de novembro, respetivamente, a performance poética e musical “Homens que falam como as mulheres”, da autoria do grupo “arte pública”. Tendo como ponto de partida os Cantares dos Trovadores Galego-Portugueses da Idade Média, a performance focar-se-á nas Cantigas de Amigo.

Numa reinterpretação contemporânea, de Gisela Cañamero e José Manhita, o público tem acesso, em português contemporâneo, a poemas e autores que fazem parte da História da Literatura Portuguesa (séc XII), como João Garcia de Guilhade, Pero Viviães, João Airas de Santiago ou Martim de Guinzo, entre outros.

Estes autores que entendem dar voz às mulheres nas mais diversas situações – desde a donzela apaixonada à mulher casada, do diálogo mãe/filha à fuga desta para o encontro amoroso, do amor correspondido à relação defraudada – obedecem, na tradição provençal, às Leis publicadas por André Capelão (séc XII) em «Tractatus de Amore» («Tratado Sobre o Amor»).

A performance está direcionada para o público escolar, entre os 12 e os 16 anos, e decorrerá quer no Museu de Lamego, quer no Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, entre as 10h00 e as 12h30 e entre as 14h00 e as 17h00.

No Museu de Lamego, no dia 15 de novembro, haverá ainda uma sessão aberta ao público em geral, às 21h30. A entrada é gratuita.

Mais informações:

artepublica.pt/
blog.artepublica.pt/
vimeo.com/channels/artepublica

www.youtube.com/user/artepublica